Prefeitura de São Miguel dos Campos

Segunda-Feira

26 de Setembro de 2022

Acessibilidade Visual

Novidades Miguelense Ana Paula recebe título de Patrimônio Vivo de Alagoas

Cultura

Miguelense Ana Paula recebe título de Patrimônio Vivo de Alagoas

Nascida em São Miguel dos Campos, Alagoas, Ana Paula Rocha Lins, Mestra da Taieira Nair da Bertina, é a mais nova patrimônio vivo de Alagoas. 

Uma bancada avaliou os quesitos necessários, levando em consideração o tempo de residência no Estado de Alagoas, o período de participação em atividades culturais, a capacitação para transmitir seus conhecimentos ou suas técnicas à sociedade, a relevância do trabalho desenvolvido em prol da cultura alagoana e a idade do candidato.

Responsáveis por guardar e passar adiante os conhecimentos tradicionais, o Registro do Patrimônio Vivo é uma maneira de preservar a cultura do Estado nas áreas de danças, folguedos, literatura, gastronomia, música, teatro, artesanato, dentre outras manifestações culturais.

Ela passará a receber uma bolsa de incentivo vitalícia de um salário mínimo e meio, visando à manutenção dos grupos e o repasse dos conhecimentos. 

Sua carreira artística foi iniciada ainda quando era criança. Em 2001, passou a trabalhar como mentora de Arte e Cultura no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), onde conheceu o folguedo Taieira. De lá para cá, foram anos de muito trabalho em prol da cultura miguelense, alcançando o título de Mestra da Taieira Nair da Bertina e o mais recente título de Patrimônio Vivo de Alagoas. 

O prefeito George Clemente parabenizou a Mestra pela conquista. “É motivo de orgulho e alegria! O reconhecimento pela carreira e trabalho da nossa Mestra Ana Paula Rocha. Essa é uma prova que a cultura miguelense está mais viva e valorizada do que nunca. Continuaremos preservando, apoiando e desenvolvimento a cultura em São Miguel dos Campos!”, declarou o prefeito.

A Secretaria Municipal de Cultura, que deu todo suporte e acompanhou o procedimento da nova conquista, através do secretário André Vieira, também parabenizou a Mestra Ana Paula por todo trabalho em prol da cultura miguelense e pelo reconhecimento estadual de Patrimônio Vivo.

TAIEIRA

Praticada em vários locais do Nordeste, a Taieira surgiu em São Miguel dos Campos, através da devoção de  Vírgilio da Rocha Vieira, filho de Maria Rosa, uma mulher escrava, com o Barão de São Miguel, Epaminondas da Rocha Vieira.

Vírgilio era devoto de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos e de São Benedito. Em suas andanças com seu pai, avistou este folguedo em Laranjeiras, no Estado de Sergipe, de maneira a chamar sua atenção e a do Barão. Assim, teve a intenção de trazer para São Miguel dos Campos a dança de origem africana de cunho religioso, que tanto despusera de costumes e tradições.