Prefeitura de São Miguel dos Campos

Quarta-Feira

28 de Fevereiro de 2024

Acessibilidade Visual

Novidades Dezenas de artesãos miguelenses receberam a Carteira Nacional do Artesão

Cultura

Dezenas de artesãos miguelenses receberam a Carteira Nacional do Artesão

Durante o dia, também ocorreu a abertura da exposição

A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) de São Miguel dos Campos em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços de Alagoas (Sedics) reuniu, nesta quinta-feira (09), na Casa da Cultura, dezenas de artesãos miguelenses para a entrega da Carteira Nacional do Artesão, possibilitando a formalização e integração em feiras, programas e demais benefícios direcionados a este ofício.

Também ocorreu a abertura da exposição "Mãos que criam, arte que transforma", com com a presença da equipe do programa Alagoas Feito À Mão, idealizado pela Sedics.

O secretário municipal de Cultura, André Vieira, falou sobre o momento. “Estamos trazendo o melhor da arte alagoana com dezenas de peças que remontam a identidade e memória do povo alagoano. Além de estarmos dando o devido reconhecimento e oportunidades aos nossos artesãos. A gestão do prefeito George tem resgatado e dado dignidade à nossa cultura”, frisou o secretário.

A secretária de Estado de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Caroline Balbino, a secretária da 1ª Infância e presidente da Comissão do Alagoas Feita à Mão, Paula Dantas, o secretário municipal de Articulação Política, Jó Clemente, a vereadora Giselda Cavalcante, e, representando os artesãos miguelenses, as artesãs, Gidelma e Zilda, foram os presentes que fizeram uso da fala.

A exposição "Mãos que criam, arte que transforma" foi idealizada em alusão ao Dia do Artesão, que comemora-se no dia 19 de março, e ocorre em  parceria com artesãos, grupos produtivos e galeria.

Na exposição, estão incluídos objetos de André da Marinheira, Jasson, João das Alagoas, Irineia, associações e grupos produtivos como Bordelie, Art- Ilha, Mimos de Dona Peró, Fulo.a, Amor Caseado, além de peças do acervo da Galeria Karandash.

A solenidade contou com a apresentação da Mestra das Taieiras, Ana Paula; do músico Wallas Alves; e da cantora Lucilene Silva. 


Programa Artesanato Brasileiro 

O Programa Artesanato Brasileiro (PAB) define artesanato como a produção resultante da transformação de matéria-prima, com predominância manual, por indivíduo que detenha o domínio integral de uma ou mais técnicas, aliando criatividade, habilidade e valor cultural, podendo no processo de sua atividade ocorrer o auxílio limitado de máquinas, ferramentas, artefatos e utensílios.

Por mais que seja um ofício antigo, a profissão de artesão foi regulamentada apenas em 2015, através da lei no 13.180. 

Foi estabelecido que as políticas públicas da atividade seriam pautadas na valorização da identidade e cultura nacionais, na qualificação permanente dos artesãos e na integração da atividade artesanal com outros setores. A formalização ainda previu a identificação de cada pessoa pela Carteira Nacional do Artesão.