São Miguel dos Campos - Alagoas

Prefeitura reforma complexo nutricional e melhora atendimento

Assessoria - 07/07/2017

imagem A Prefeitura de São Miguel dos Campos, através da Secretaria de Assistência Social está reformando o Complexo Nutricional, a exemplo da padaria existente no prédio. A padaria foi encontrada, no início desta gestão, em más condições de higiene, equipamentos deteriorados, e sem funcionar. Agora eles estão sendo reformados e a padaria vai voltar a atender as pessoas cadastradas.

Hoje (07) pela manhã, Maria Conceição da Silva, desempregada era uma entre centenas de pessoas na fila do Complexo Nutricional para pegar alimento gratuitamente. “Todo dia eu estou comendo sopa e leite. Só não estamos pegando o pão porque quando o novo prefeito entrou as máquinas estavam quebradas. Ele está organizando aí para que a gente possa pegar o pãozinho”, explicou Maria.

PADARIA

De acordo com a secretária de Assistência Social, Decite Sá, haviam máquinas quebradas na padaria, péssimas condições de higiene, comprometendo a qualidade do serviço oferecido. “Começamos uma reforma na estrutura física e nos equipamentos. Assim que concluirmos as reformas, iniciaremos a entrega de pães de maneira ordenada, em maior quantidade e com mais qualidade”, afirmou a secretária.

Atualmente a prefeitura entrega sopa, mungunzá, arroz doce e leite, para cerca de 700 famílias, e pretende ampliar o atendimento. “Eu pego tudo. Sopa, mungunzá, arroz doce, leite... para quem está desempregado é uma boa. Já enche a barriga”, afirmou Nise Vitalino da Silva.

PROGRAMA DO LEITE

Desde agosto do ano passado que o leite não era entregue em São Miguel. De acordo com a secretária Adjunta da Assistência, Sônia Rocha, isso acontecia por indícios de má gestão, e de entrega indevida a quem não precisava.

A Secretaria recebeu denúncias de que havia gente que pegava leite até para fazer doce para revender; e que o leite também apodrecia sem que fosse entregue. “Organizamos a entrega desde janeiro, e 700 famílias cadastradas dentro da linha da extrema pobreza passaram a receber o leite, o que beneficiou 2.800 pessoas que realmente precisam”, avaliou Sônia.

A preocupação com a qualidade dos produtos oferecidos fez com que recentemente a prefeitura comprasse uma máquina que identifica a quantidade de água presente no leite.

FOTOS: ANTES E DEPOIS

imagem
imagem
imagem
imagem
São Miguel dos Campos - Alagoas